• "O verdadeiro evangelho exalta a Deus... Se camuflado a excelência perderá!"

    UMA ESPOSA EXEMPLAR




    Uma esposa exemplar feliz quem a encontrar | Camila Peixoto


    É comum ouvirmos o texto de Provérbios 31.10 da seguinte forma: “Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor excede o de rubis.” (ARC) No entanto, lendo a NVI, encontrei o seguinte texto: “Uma esposa exemplar feliz quem a encontrar! É muito mais valiosa que os rubis.” 

    Chamou minha atenção o fato de essa tradução apontar a tão conhecida mulher virtuosa, tendo em vista que muitas vezes esse texto é lido apenas para as solteiras como um manual de como elas devem se portar. Continuando a leitura do capítulo 31, encontrei o versículo 29, em que está escrito: “Muitas mulheres são exemplares, mas você a todas supera.

    Observamos, portanto, que essa mulher, descrita em provérbios 31, tinha algo a mais. O contexto bíblico nos apresenta várias mulheres, mas apenas algumas se superaram nos exemplos que deixaram para posteridade. Uma delas é Abigail, tema do nosso texto de hoje.

    Abigail é apresentada no capítulo 25 do livro de 1 Samuel. A Bíblia a descreve como uma mulher inteligente e bonita (v. 3), esposa de um homem chamado Nabal, descrito como um homem rude e mal (v.3) e que até seu nome mostrava sua insensatez (v. 25). 

    Essa esposa exemplar teve que enfrentar salvar o marido de uma difícil situação: o futuro rei de Israel tinha convocado seus soldados para acabarem com a vida de Nabal e todos os de sexo masculino que estavam em sua casa. Abigail com sabedoria, resolveu a situação, livrou seu marido de morte e livrou Davi de sujar as mãos com o sangue de um homem insensato. Portanto, temos muito o que aprender com a vida dessa mulher.

    1. Ela era uma mulher de atitude

    Quando foi avisada sobre o que seu marido tinha feito, ela não cruzou os braços e espero que seu marido fosse morto, ela depressa foi arrumar os alimentos para Davi e seus soldados.

    2. Ela era discreta

    Provavelmente, depois das Redes Sociais muitas mulheres têm pecado nesse quesito, após brigas, desentendimentos é comum vermos nos feeds de notícias postagens do tipo “casei com a pessoa errada”, “por que não me falaram que casamento era assim?”, “me dei mal”. Mas se observarmos a vida de Abigail, veremos que ela não correu pra avisar a nenhum familiar, nem foi discutir com Nabal (v. 19). Ela simplesmente organizou os alimentos e partiu.

    3. Ela era humilde

    Mesmo sem ter culpa alguma no que estava acontecendo, Abigail “desceu do jumento e prostou-se sobre o seu rosto diante de Davi e se inclinou à terra”. Ela apresentou-se de forma humilde, diante do futuro rei, quantas de nós desceria do salto para se humilhar diante de um homem que está tentando matar nosso marido/namorado?

    4. Ela era corajosa 

    A atitude de Abigail ao ir encontrar Davi era praticamente assinar a sua sentença de morte, porque ficou bem claro que o futuro rei não estava brincando quando disse que mataria Nabal. Na Bíblia está escrito que Davi e mais quatrocentos homens cingiram suas espadas e saíram em busca de Nabal (v.13). No entanto, aquela mulher teve coragem de ir ao encontro de Davi e lhe apresentar uma nova situação.

    5. Ela era altruísta

    Claramente, Nabal era um péssimo esposo, era rude, duro, maligno em obras, insensato, bebarrão (v. 36), mas Abigail tinha um coração altruísta, tendo coragem de arriscar sua vida em prol de um marido que não era bom para ela. A esposa mencionada assumiu os erros de seu marido e se colocou em situação de culpada diante de Davi. Quantas vezes não é isso que nos falta? Às vezes, é necessário assumir a culpa de outro para que o pior não aconteça. Assim, Jesus fez por nós, quando se fez maldito e se entregou na cruz para que tivéssemos vida!

    6. Ela era uma boa conselheira

    O versículo 26 de Provérbios 31 se encaixa perfeitamente à descrição de Abigail: “Fala com sabedoria e ensina com amor.” Quando se encontrou com Davi, ela não o julgou, não disse que ele estava errado, mas mostrou a ele que matar Nabal significaria sujar suas mãos em vão, tendo em vista que o próprio Deus cuidaria de dar uma resposta a Nabal diante de tantos atos impensados (vv. 26-32).

    7. Ela era uma mulher submissa

    Semelhantemente, vós, mulheres, sede sujeitas ao vosso próprio marido, para que também, se algum não obedece à palavra, pelo procedimento de sua mulher seja ganho sem palavra.” (1 Pedro 3.1) Nitidamente, observa-se que os procedimentos de Nabal não eram os melhores e Abigail tinha naquele momento a oportunidade de se livrar de seu marido, Davi matando Nabal, Abigail estaria livre daquele fardo, que seu esposo representava, mas pelo seu procedimento ela salvou a vida dele, ela “ganhou” a sua vida. Portanto, mesmo que o marido não se sujeite à Palavra, esse não pode ser o argumento para agir como tola, porque pelo procedimentos da mulher o marido pode encontrar a sua salvação, pelo comportamento da mulher, ele o cônjuge pode conhecer a Cristo e ter sua vida transformada.

    8. Ela confiava em Deus

    Essa deveria ser uma das primeiras qualidades citadas sobre Abigail, mas foi reservada para a parte final por conta da narrativa. Abigail sabia que Deus é quem faz justiça aos seus servos e que não adianta tentarmos resolver por nossas próprias mãos, porque isso só traz condenação sobre nossa vida. Davi não matou Nabal, mas Nabal dias depois veio a falecer, porque quem responde pelos seus servos é Deus. Abigail não deixou que mão humana tirasse a vida de seu marido, mas sabia que Deus resolveria aquela situação, afinal, por muito tempo ela já vinha sido oprimida dentro do seu casamento. Vale ressaltar que em nenhum momento ela clamou por vingança ou colaborou para morte de seu marido, pelo contrário, fez de tudo para que nada de ruim lhe acontecesse, que o homem não o tocasse, todavia, entregou a Deus a sua causa.

    9. Ela sabia que para todas as coisas existe um tempo

    É comum ouvirmos relatos de homens que reclamam porque suas mulheres querem falar a toda hora, e o pior! Para reclamar da lâmpada que não foi trocada, do lixo que não foi levado para fora, da descarga que não foi consertada... Muitas são as reclamações que algumas mulheres fazem. Às vezes, tais pedidos exemplificados até poderiam ser atendidos pelos esposos, mas alguns argumentam que suas mulheres esperam o momento mais crítico, de mais cansaço do dia para fazer esse tipo de solicitação, e o que acontece? O marido se aborrece e não faz. Abigail provavelmente estivesse no ápice do estresse, o marido briga com o futuro rei, ela se arrisca, aconselha o futuro rei e, no final, dá tudo certo. Quando Nabal chega em casa, Abigail poderia ter ido reclamar com ele, brigar com ele, e chamá-lo de insensato, mas ela sabia que aquele não era o momento certo para falar, ela esperou o dia amanhecer, o efeito da bebida passar e só então conversou com seu esposo. O sábio diz em Provérbios 25.11 que “como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo.” Na parte b, do versículo 7 de Eclesiastes 3 (o capítulo sobre o tempo de todas as coisas), está escrito que há “tempo de calar e tempo de falar”, Abigail entendia isso e só abriu sua boca na hora certa.

    10. Ela era pacificadora

    Em Provérbios 21.9 está escrito “é melhor morar num canto de telhado do que ter como companheira em casa ampla uma mulher rixosa”. Acrescente-se o texto que se encontra em Provérbios 27.15: “a esposa briguenta é como uma goteira num dia de grande chuva.” Tem coisa pior do que conviver com alguém briguento, que dá tudo para entrar e não sair de uma briga? Abigail tinha a virtude de ser uma pacificadora, ela não aumentou os muitos argumentos de Davi contra Nabal, mas apresentou argumentos de paz e pôs fim a guerra. A Bíblia diz que são felizes aqueles que são pacificadores. 

    Você pode estar se perguntando, Camila, Nabal era um péssimo marido para Abigail, como é que você começa o texto falando sobre feliz é aquele que encontra uma mulher exemplar? Realmente, a Bíblia não nos mostra que o casamento de Nabal e Abigail era uma bênção, mas isso se deve ao fato de os comportamentos de Nabal também não serem bons comportamentos, pois não tinha amor sequer a sua vida, e ainda assim Deus cuidou de Abigail. Que homem não seria feliz com uma mulher que foi capaz de se arriscar para não vê-lo morrer? A Bíblia diz que, ao saber da morte de Nabal, Davi mandou buscar Abigail para ser sua esposa. Esse reconheceu o valor de uma mulher exemplar, sabia que não se encontra mulher exemplar em toda esquina, mas sabe que se é seu esposo, tem consigo uma joia de grande valor e, acima de tudo, é feliz!

    Portanto, esforcemo-nos para nos tornar mulheres exemplares e assim ser uma fonte de alegria para nossos esposos!

    Em Cristo,


    0 comentários:

    Postar um comentário