• "O verdadeiro evangelho exalta a Deus... Se camuflado a excelência perderá!"

    A PROVIDÊNCIA DE DEUS | O livro de Ester e suas lições - Parte 4



    Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4 | Final

    A PROVIDÊNCIA DE DEUS - O LIVRO DE ESTER E SUAS LIÇÕES | CAMILA PEIXOTO

    Estamos quase chegando ao fim!


    Nada do que fazemos fica sem recompensa 

    Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.” (Gálatas 6.7) 

    "...a vossa obra tem uma recompensa." (2 Crônicas 15.7) 

    "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás." (Eclesiastes 11:1) 

    Antes de qualquer coisa, não quero que você leia esse tópico e entenda que estou o incentivando a fazer tudo visando um retorno futuro. Mas quero ressaltar que existe a lei da semeadura - o que você plantar, você colherá. 

    Certa ocasião, Mardoqueu descobriu um plano para matar o rei, avisou a Ester e impediu a morte de Assuero. Provavelmente, ninguém mais além de Ester teve conhecimento da circunstância. Acredito que ele não fez isso pensando que o rei iria lhe recompensar, mas porque era o certo. 

    Precisamos ter uma certeza: não devemos fazer nada pensando na recompensa dos homens, se agirmos assim, corremos o risco de nos sentirmos desvalorizados ou ver a todos como ingratos. Mas que tudo aquilo que venhamos fazer seja para glorificar a Deus, portanto, qualquer coisa que façamos, que seja para adorar a Deus (pensando que aquilo vai ser um modo de adorar a Deus). (1 Coríntios 10.31) 

    Até as atividades que achamos não ser um modo de agradar a Deus, se fizermos com alegria, de forma certa, estaremos alegrando ao nosso Pai. Convido você a rever todas as suas atividades em casa, no trabalho, no colégio, na faculdade. Veja se você faz com um coração grato ou faz sempre murmurando. 

    Não confiemos ou esperemos a recompensa humana, ela pode ser roubada, pode ser corroída ou até pode ficar enferrujada (Mateus 6.19-21), mas pensemos em agradar a Deus... e Ele que é tão, tão bom ainda nos recompensa pelo que fazemos! 

    Existe um tempo para cada coisa 

    "Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu." (Eclesiastes 3:1) 

    A recompensa de Mardoqueu por ter salvado a vida do rei não veio instantaneamente, mas veio no tempo de Deus. coincidiu justamente com o momento em que seu inimigo quis matá-lo, Enquanto isso, ele acabou sendo honrado. 

    Sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor. (1 Coríntios 15:58) 

    A colheita não é instantânea, mas é necessário plantar. “tempo de estar calado, e tempo de falar;” (Eclesiastes 3:7)


    Por mais que queiramos tomar uma atitude é necessário esperar. "Espera no SENHOR, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no SENHOR." (Salmos 27.14) 

    Ester marcou dois banquetes. no primeiro, ela apenas convidou Assuero e Hamã para outro banquete e nada mais falou. O intervalo entre os dois banquetes tirou o sono do rei e ele leu as crônicas do palácio. 

    A recompensa de Mardoqueu não foi dada imediatamente, mas chegou! Muitas coisas nas nossas vidas não chegam no tempo em que queremos, mas precisamos aprender que o tempo quem controla é Deus. Passado, presente e futuro estão sob o domínio do nosso Senhor! 

    Existe louvor na espera. saber aguardar pacientemente é confiar na Soberania de Deus, saber que embora eu não entenda e queira tudo da minha forma, à maneira de Deus, tudo vai ser perfeito. Tenha isso no seu coração como verdade e que essa verdade traga conforto em dias difíceis. 

    É preciso estar sempre na direção do Espírito Santo 

    Sabe qual é a maior bobagem que podemos fazer? Agir sem a direção de Deus! Ester nos ensina que é preciso ter cautela e prudência. Mesmo tendo até a metade do reino, ela soube esperar o momento certo para fazer seu pedido. 

    Ela permitiu ser guiada por Deus, calou-se e Deus agiu no silêncio dela. O rei não conseguiu dormir, leu um livro, descobriu o que Mardoqueu fez e logo o recompensou. E no desenrolar da história, no segundo banquete, ela faz o pedido pelo seu povo e eles receberam livramento. 

    Agir na direção de Deus nos garante andar por caminhos retos e planos. No entanto, agir pela nossa própria vontade é bem perigoso! Saul ofereceu um sacrifício por sua própria conta (desobedecendo a Deus) e o que aconteceu com ele? Perdeu o trono. Sansão agiu pela sua própria vontade, contou seu segredo e o que aconteceu com ele? Perdeu as forças e perdeu a vida, morrendo na destruição do templo de Dagon. 

    Aja como Ester e Deus abençoará teus planos. Seja guiado pelo Espírito! 

    Semana que vem teremos mais... espero vocês! 

    Em Cristo Jesus, 

    Camila Peixoto.

    Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4

    0 comentários:

    Postar um comentário