• "O verdadeiro evangelho exalta a Deus... Se camuflado a excelência perderá!"

    UM DESAFIO PARA AS MULHERES




    UM DESAFIO PARA AS MULHERES | JOHN PIPER

    Há muitos anos, o pastor John Piper concluiu um seminário sobre masculinidade e feminilidade com um desafio para as mulheres da igreja (resumido em 15 pontos). Este material foi publicado no livro “Qual a diferença?: masculinidade e feminilidade definidos de acordo com a Bíblia”, pela editora Tempo de Colheita, juntamente com 15 pontos direcionados aos homens. Reproduziremos aqui a parte concernente às mulheres. Esperamos que possa abençoar e edificar a sua vida.

    Meu desafio e oração sinceros por você é…

    1. Que tudo em sua vida – em qualquer chamado – seja dedicado à glória de Deus.

    2. Que você confie totalmente nas promessas de Cristo, para que a paz, a alegria e a força preencham a sua alma até transbordar.

    3. Que essa plenitude de Deus transborde em atos diários de amor, de modo que as pessoas possam ver as suas obras e dar glórias ao seu Pai Celestial.

    4. Que você seja uma mulher do Livro, que ama, estuda e obedece à Bíblia em tudo o que ela ensina. Que a meditação nas verdades bíblicas seja fonte de esperança e fé. Que você continue a crescer em compreensão em todas as fases da sua vida, e que nunca pense que estudo e crescimento são somente para os outros.

    5. Que você seja uma mulher de oração, para que a Palavra de Deus sempre esteja aberta para você e, assim, o poder da fé e da santidade desça sobre você, a fim de que sua influência espiritual possa aumentar em casa, na igreja e no mundo.

    6. Que você seja uma mulher que tem uma compreensão profunda da soberana graça de Deus, que fortalece todos esses processos espirituais; e que você possa ser profunda pensadora das doutrinas da graça, e uma amante mais profunda dessas coisas.

    7. Que você esteja totalmente comprometida com o ministério, seja qual for sua vocação específica; que você não desperdice seu tempo com novelas ou revistas femininas, hobbies sem importância ou em compras. Que você possa redimir o seu tempo para Cristo e para o seu Reino.

    8. Que, se você for solteira, possa usar isso para uma vida plena de devoção a Deus (assim como Jesus, Paulo, Mary Slessor e Amy Carmichael fizeram) e não fique paralisada pelo desejo de estar casada.

    9. Que, se você é casada, possa apoiar a liderança do seu marido de forma criativa, inteligente e sincera, tão profundamente quanto a obediência a Cristo lhe permitir; que você possa estimulá-lo no seu papel concedido por Deus como cabeça da família; que você possa influenciá-lo espiritualmente, em especial através da tranquilidade, santidade e oração corajosas.

    10. Que, se você tem filhos, aceite junto com seu marido (ou sozinha, se necessário) a responsabilidade de criar os seus filhos na disciplina e instrução do Senhor – filhos que aguardam a vitória do Senhor – partilhando com o seu marido o ensino e a disciplina que eles precisam, e ando-lhes o relacionamento especial que eles esperam de você, e assim também como aquele toque especial de carinho que só você poe dar.

    11. Que você não presuma que o trabalho secular é um desafio maior ou um melhor uso de sua vida que as inúmeras oportunidades de serviço e testemunho no seu lar, no seu bairro, na comunidade, na igreja e no mundo; que você não apenas coloque a questão: “carreira ou dona de casa em tempo integral?”, mas que você pergunte seriamente: “a carreira em tempo integral ou a liberdade para o ministério?”. Que você pergunte: “o que será melhor para o Reino de Deus – trabalhar para alguém que lhe diga o que fazer para que o negócio dele ou dela prospere, ou ser uma agente livre, sonhando seus próprios sonhos de como o seu tempo, seu lar e sua criatividade podem fazer a obra de Deus prosperar?”. E, que em tudo isso, você não faça as suas escolhas baseadas nas tendências seculares ou expectativas de vida ascendentes, mas baseadas no que fortalecerá a fé da família e promoverá a causa de Cristo.

    12. Que você volte atrás (com seu marido, se você é casada) e planeje as várias fases da sua vida ministerial em capítulos. Esses capítulos são divididos por vário itens – idade, vigor, vida de solteira, casamento, emprego, crianças em casa, filhos na faculdade, netos, aposentadoria, etc. Nenhum capítulo contém somente alegrias. A vida finita é uma série de trocas. Encontrar a vontade de Deus e viver plenamente para a glória de Cristo em cada capítulo é o que faz disso um sucesso, não importa se ele será lido de maneira semelhante ao capítulo do outro ou se há nele o que somente outro capítulo trará.

    13. Que você possa desenvolver uma mentalidade e estilo de vida de tempos de guerra; que você nunca se esqueça de que a vida é curta e que bilhões de pessoas estão diariamente na balança entre o céu e o inferno, que o amor ao dinheiro é suicídio espiritual, que as metas de mobilidade ascendente (roupas melhores, carros, casas, passeios, comida, hobbies) são um substituto pobre e perigoso para os objetivos de viver para Cristo, com toda a sua força, e maximizando a sua alegria em ministrar às necessidades das pessoas.

    14. Que em todos os seus relacionamentos com homens (e não apenas no casamento), você procure a orientação do Espírito Santo aplicando a visão bíblica da masculinidade e da feminilidade; que você desenvolva um estilo e atitude que faça justiça ao papel único que Deus deu ao homem de se sentir responsável pela liderança graciosa sobre as mulheres, uma liderança que envolve elementos de proteção, sustento e um padrão de iniciativa. Que você pense de forma criativa e com sensibilidade cultural (assim como ele deve fazer) na formação do estilo e tom de sua interação com homens.

    15. Que você veja as diretrizes bíblicas sobre o que é apropriado e inadequado para homens e mulheres, não como restrições arbitrárias à liberdade, mas como receitas sábias e graciosas de como descobrir a verdadeira liberdade no ideal de Deus para a complementaridade. Que você não meça o seu potencial pelos poucos papéis negados, mas sim pelos inúmeros papéis oferecidos. Que você olhe para o Deus amoroso das Escrituras e sonhe sobre as possibilidades de serviço a ele, com a seguinte lista de possibilidade para começar…


    0 comentários:

    Postar um comentário