• "O verdadeiro evangelho exalta a Deus... Se camuflado a excelência perderá!"

    FÉ, UM EXERCÍCIO DIÁRIO




    Uma vez ouvi um pregador falar sobre Fé, onde o nome de Jesus foi deixado de lado, só mencionado uma vez no término da pregação e sem lhe dar a importância merecida para este tema. Então, para não correr este risco nesta breve reflexão quero desde já enfatizar o pilar da Fé, que é Jesus.


    Sem nosso Senhor a fé é inútil, porque por mais fervorosa que seja sua oração, ou por mais amável que sejam suas palavras, ou por mais confiante você esteja do seu credo, se revirarmos e procurarmos Jesus neles e ficar tão difícil de encontrar, como achar uma agulha em um palheiro, teremos a prova de que a sua fé não passa de uma farsa. 

    “Sem fé é impossível agradar a Deus” (Hebreus 11:6), quando penso neste versículo, tenho que imediatamente liga-lo a Cristo, pois como posso agradar o Pai sem a presença do Filho? Como posso honrar o Pai sem a retidão e a fidelidade do Filho? Como posso satisfazer o Pai sem o sacrifício de seu único Filho, Jesus? Não a nada de agradável em mim sem Jesus, portanto é impossível agradar a Deus sem apresentar a Ele Fé no Senhor e Redentor, Jesus Cristo.

    Ouvi de outro pregador: “Se eu pudesse, não posso, mas se eu pudesse acrescentar um versículo na bíblia eu escreveria: [Deus falando] “Olha lá a adoração do meu servo em quem me alegro”. Quanta tolice, pensar em mérito humano diante do Pai. Após o batismo de Jesus uma voz dos céus dizia: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.” (Mateus 3:17). Perceba quanta alegria há no Pai quanto ao Filho, naquele momento o Espírito Santo desce como pomba sobre Ele. É a bela expressão da Trindade, o Filho iniciando seu ministério com a presença viva do Espírito Santo e o Pai alegre e satisfeito pela obra iniciada pelo Filho. Não há méritos em nosso viver e em nossa expressão de louvor, o Pai tem prazer no Filho e nós amamos o Pai por meio de Cristo, de sua graça e de sua misericórdia. Portanto a Fé precisa ser exercitada sempre direcionada em confiança e amor pela obra que Cristo iniciou e concluiu na Cruz, o exercício diário desta fé agrada a Deus, porque Cristo é o centro da alegria e do prazer.

    “A Fé sem obras é morta” (Tiago 2:26). Muitos falam das doutrinas da graça, mas sem exercitar o amor, a fé, a compaixão e isso só prova que não entenderam o evangelho da graça ou não foram de fato alcançados por ele. Ainda está somente no intelecto, não desceu ao coração, sua teologia só serviu para enfeitar e decorar uma bela biblioteca, mas ela não rasgou seu coração em pedaços, afim de sentir a dor do outro, afim de amar o outro. Quando Paulo estava preso e escrevendo aos irmãos de Éfeso, ele diz: sou o prisioneiro de Jesus Cristo por vós, os gentios (Efésios 3:1), primeiro, ele não atribui sua prisão a homens, mas entende a vontade de Deus por ali estar e sua fé em Cristo não é abalada em momento algum, suas obras, mesmo em dor, são contínuas e permanentes … e segundo, ele diz que está ali pelos gentios (todo aquele que não é judeu), aquele que era antes perseguidor da igreja (1 Coríntios 15:9) agora é o Apóstolo dos gentios (Romanos 11:13, 2 Timóteo 1:11, Gálatas 2:8), seu amor para com eles era exercitado mesmo na prisão.

    Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. (Efésios 2:8)... Não há dúvidas de que a salvação é pela graça, mas a misericórdia e a bondade que recebemos de Deus nos conduz às boas obras: Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas. (Efésios 2:10), e se for tão difícil achá-las em nossa vida como observar uma estrela em uma noite completamente nublada, nossa fé é uma farsa. Portanto exercitar a fé é viver uma vida prática de amor ao próximo.

    Excitar a fé é proclamar o evangelho. É papel da igreja levar a mensagem do evangelho. Se cremos em Cristo como Senhor e Salvador, nosso desejo é de ver outros salvos e compartilharmos da mesma fé. Mas é impressionante como a igreja moderna não entende isso. O que vemos hoje são igrejas se adequando aos homens, enfeitando o evangelho para atrair bodes, visto que a grande maioria dos 'convertidos' hoje, não querem saber do quanto Deus é Justo, Santo, Reto, Soberano, mas apreciam um falso evangelho, atraente e capaz de alimentar suas vidas carnais, capaz de saciar suas sedes materiais e alimentar seus sonhos perversos.

    Perguntei a uma pessoa essa semana se ela era evangélica e ouvi dela: “Sou, mas não gosto de rótulos, pois gosto de ir a igreja no domingo, mas aos sábados não abro mão de dançar Funk.” Este é um 'fruto' dos novos 'evangelistas', que não pregam um Cristo que ressuscitou para homens e mulheres carnais que não obtém uma nova vida, para serem diferentes do mundo. O evangelismo da igreja moderna é falho porque tenta adequar a mensagem para atrair multidões, enquanto Jesus não mudou sua mensagem quando a multidão que o seguia, apenas para satisfazerem suas necessidades físicas, acharam duro o seu sermão (João 6:65-68), Jesus não está preocupado com números e sim em salvar os pecadores arrependidos, concedidos pelo Pai (Jo 6:65).

    Por tanto exercite sua fé proclamando o evangelho, mas que seja o evangelho, que chama ao arrependimento: Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor (Atos 3:19), que proclama o Cristo ressurreto: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras. E que foi visto por Cefas, e depois pelos doze. (1 Coríntios 15:3-5). Que seja o evangelho para uma nova vida em Cristo: Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. (Gálatas 2:20).

    Jackson Jacques, um pastor gaúcho disse recentemente: “Saiam para a rua para pregar o evangelho. Não precisamos de evangelistas em uma biblioteca.”¹ Tenho lido muito ultimamente, e comprado livros como nunca, mas os meus livros não precisam ouvir nada sobre Cristo, as vidas que estão lá fora sim, elas precisam e carecem de Deus. Por tanto exercitar a fé é sair de casa e pregar o evangelho. Gosto de um frase de Charles Spurgeon que diz: “Todo cristão ou é um missionário ou um impostor”². não há fé em nós quando olhamos de nossa janela e vemos um mundo perdido e sem Deus e simplesmente recuamos e voltamos a dormir. 

    Exercitar a fé é pensar e olhar continuamente para Cristo. “Tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. (Filipenses 4:8), mais um versículo que não podemos ler sem pensar em Cristo, nEle há toda a verdade e justiça, Ele é o autor da verdade e cumpridor de toda lei, dEle procede toda a honestidade, retidão e integridade, nEle há toda a pureza de um cordeiro mudo que foi levado ao matadouro, sem mancha alguma satisfez a vontade do Pai como sacrifício vivo para expiação de nossos pecados. Seus atos de amor não rejeitava pecadores que clamavam por misericórdia. Mesmo com a rejeição daqueles que não o receberam como o Filho de Deus sua fama é boa e transpassa os séculos, ele mudou a história, os tempos são contados a partir do seu nascimento, sua fama é sem igual. Toda plena virtude está nEle, ele é perfeito em tudo que fez e faz, os anjos o adoram, os que estão nEle por meio da graça não tem outro motivo pra viver senão o de adora-lo por tudo que é, por tudo que tem feito e por tudo que irá fazer, a Ele é dada toda honra merecida na terra e no céu (Ap 4:11).

    Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. - (Hebreus 12:1-2). Ele é o autor da nossa fé. É estranho pensar que alguém tenha fé em Deus sem o intermédio de Cristo, pois a Fé que nos aproxima de Deus está tão ligada a Cristo como gêmeos siameses, são inseparáveis. A fé vem do próprio Cristo e Ele é o consumador dela, O nosso Senhor prover a fé na Cruz, ele diz: “Está consumado”, está feito. Não há mérito humano algum, Ele deve ser honrado por este feito, sem Ele não há Fé, não há esperança. Quem está nele se sente aliviado (Mateus 11:28), Ele não lança fora os que o Pai lhe deu (João 11:37), o amor que vem dele nos mantém vivos e inseparáveis de sua presença (Romanos 8:33-39).

    Portanto exercitar a fé é pensar continuamente em Jesus e olhar para Ele como fonte de toda providência de Deus e exemplo para toda conduta cristã.


    Em Cristo,



    1 - Jackson Jacques é pastor da Igreja Vintage 180, e a frase foi dita em seu perfil pessoal no facebook.
    2 – Leia o Sermão que o Spurgeon cita esta frase

    Use este LINK para compartilhar.


    0 comentários:

    Postar um comentário