• "O verdadeiro evangelho exalta a Deus... Se camuflado a excelência perderá!"

    WILLIAM WILBERFORCE E OS INDICADORES DE AMOR




    Qual sua estratégia evangelística? Neste texto John Piper comenta um pouco sobre William Wilberforce e seus "Indicadores" para alcançar vidas com o Evangelho.


    William Wilberforce e os Iniciadores de Amor | por John Piper


    Eu li recentemente uma ótima história sobre William Wilberforce, o político cristão Inglês que trabalhou cerca de 200 anos atrás para derrubar o tráfico escravo na Grã-Bretanha. Ela ilustrou o que acontece nos seus relacionamentos com as pessoas quando você vê o mundo do jeito que Jesus vê. Wilberforce foi cercado por pessoas que eram endurecidas na fé pessoal em Cristo pelas formalidades de suas igrejas e de suas escolas cristãs nominais. Mas seu modo de olhar para o mundo era que eles tinham grande necessidade da fé pessoal em Cristo como seu Salvador.

    Então, ele mantinha uma lista de pessoas com quem ele conversava sobre fé pessoal, com idéias de como se aproximar delas. O que realmente me impressionou nesta história foi que Wilberforce freqüentemente gastava uma hora após o jantar pensando sobre como ele poderia desenvolver o que ele chamava "iniciadores" - brechas nas conversas com amigos para "iniciar" uma discussão sobre fé. Isso não é notável? Eu achava que as coisas eram mais fáceis 200 anos atrás. Talvez não. Você já lutou com "iniciadores" naturais? Você não é o único. Isso tem acontecido por séculos. Um registro em seu diário mostra como ele ponderava sobre alcançar pessoas:


    [Sr.] S... e Sra.: Quais livros [eles estão] lendo? Dar a eles alguns bons - Sermões de Walker. Ligar para Sra. S e conversar um pouco. Emprestar a ela o último sermão do Venn. Educação das suas crianças - perguntar. Orar, etc. A vinda deles no Domingo a Battersea Rise para ouvir o Venn. Ligar freqüentemente, e ser gentil. (Citado de Murray Pura e Donald Lewis, “On Spiritual Symmetry: The Christian Devotion of William Wilberforce,” em Alive to God ("Vivo para Cristo", ainda sem tradução em português), ed. por J. I. Packer e Loren Wilkinson, [Downers Grove, IL, InterVarsity Press, 1992], p. 185.)

    Ele algumas vezes se preocupava por não ser efetivo. Mas parece que ele freqüentemente comunicou mais do que pensava ter comunicado. Uma das histórias é essa:

    Uma vez, após falar por algum tempo com um amigo doente, "Senhor N...," Wilberforce estava ciente de que ele não havia abordado a questão da religião. Outro amigo veio e perguntou ao enfermo como ele estava. Senhor N... respondeu: "Da melhor maneira possível, com o Wilberforce sentado aqui e me dizendo que eu estou indo para o inferno." (p. 185)

    Então aqui está um estadista de nível mundial, que trabalhou por décadas no frustrante negócio secular da política para derrotar o tráfico de escravos na Grã-Bretanha, tendo tempo com um amigo para alertá-lo sobre a realidade que ele nunca tinha conhecido, exceto pelo fato de que ele aprendeu com Jesus a ver o mundo de uma maneira totalmente diferente.

    Com o eco da Semana de Missões e o 2000 por 2000 ainda ecoando em nossos ouvidos, vamos ser como William Wilberforce. Vamos nos importar com a condição dos oprimidos agora. E vamos nos importar ainda mais com a opressão eterna do julgamento e do inferno. Se amamos as pessoas, seremos como Wilberforce e gastaremos tempo pensando sobre os "iniciadores." Então nós vamos iniciar com oração e dependência do Espírito Santo, sabendo que ele, e somente ele, pode abrir os olhos dos corações das pessoas para ver a glória de Deus em Cristo.

    Iniciando com vocês,

    Pastor John.


    Por John Piper. © Desiring God. Site em inglês: desiringGod.org | Português: satisfacaoemDeus.org |

    0 comentários:

    Postar um comentário