• "O verdadeiro evangelho exalta a Deus... Se camuflado a excelência perderá!"

    FIM DE JOGO




    Olá, amados irmãos, voltei de novo... passei alguns dias sem poder escrever, mas a bondade e a misericórdia do Senhor me deu mais essa oportunidade de escrever um novo texto... e aqui estamos, espero que esteja tudo bem com vocês.
    Estamos no fim da copa das confederações, todo mundo já vibrou pelo seu time, já assistiu alguns jogos, mas hoje é a final. Hoje, saberemos quem será o campeão da copa.
    Tem martelado todos esses dias na minha cabeça... uma história que vou contar brevemente:
    Havia um rei muito rico. Ele possuía muitas riquezas, era muito conhecido em diversas nações. Reinou poderosamente, mas envelheceu... desprezou sua reluzente coroa e morreu. Havia um atleta que se destacava bastante por seu desempenho físico, que foi diversas vezes coroado em olimpíadas, mas depois de um tempo, envelheceu e aquela força acabou, as coroas de louro que antes havia ganhado agora eram desprezadas. Havia um carpinteiro que durante toda a sua vida fez o bem, amou o próximo, cuidou dos necessitados, mas que um dia foi coroado de espinhos, morreu e no terceiro dia ressuscitou.”
    Tenho certeza que desses três homens coroados, você só conseguiu lembrar o nome de um. O nome do carpinteiro certamente foi o único que você conseguiu lembrar. Quem era ele? Jesus! Mas, Camila, o que tudo isso tem a ver: copa, coroa, vitórias?
    Meus amados, desde que me entendo por gente... e acho que desde que o mundo é mundo, vejo as pessoas gritando por poder, por reconhecimento, por glória. A história nos contou de um rei que “se achava” tanto que queria ser chamado de rei sol. Vejo tantos atletas querendo ser sempre insuperáveis, querendo sempre bater recordes... talvez a gente nem perceba, mas dentro desses corações que sempre agem por ganância, por glória a si mesmo.. há a mesma essência que fez o inimigo ser expulso do céu. Querer ser igual a Deus, ser poderoso, ser insuperável, mas isso é óbvio que nesse corpo mortal jamais conseguiremos...
    Nesse texto hoje quero lembrar a todos, que tudo passa. Essa copa vai passar... melhor dizendo hoje acaba. Quero lembrar que outdoors são mudados constantemente, que grandes reis e notáveis atletas acabam caindo no esquecimento, quero lembrar que troféus e medalhas só valem aqui na terra e aqui mesmo se acabam. Aqui mesmo vem alguém pra ser melhor que a gente, vem alguém pra tomar, roubar... a traça corrói.
    A coroa de Cristo foi a mais penosa de todas essas citadas, mas ela sim é a que tinha o real valor. Foi ela quem nunca foi esquecida. É ela que lembra o sacrifício do cordeiro no calvário. É ela que nos lembra aquilo nos deu a salvação.
    Coroas, prêmios, nomes em jornais, fotos em revistas passam... nossa prioridade, nosso prêmio maior não pode ser esperado apenas nessa vida, se assim for seremos os mais miseráveis desta terra. Busquemos todos os dias o reino de Deus, a coroa incorruptível, a coroa da vida. Esta será dada apenas a quem for fiel até o fim (Apocalipse 2.10). E os que são fiéis, serão não por seus próprios méritos, mas porque o Senhor os sustenta e realiza a boa obra em nós (Filipenses 2.13).
    Permaneça constante no Senhor, lembrando que onde estiver nosso tesouro ali estará nosso coração. (Mateus 6.21) Então que nosso tesouro esteja junto com aquele que não passa, mas que é eterno. Aquele que era, é e há de vir. Aquele que é poderoso, imutável, incomparável. O Deus do amor. Mantenha-se sempre buscando ao DEUS que te salvou, como um atleta que com grande disposição busca medalhas aqui na terra, busque ao seu Deus, busque a sua coroa, busque o prêmio incorruptível.
    Fiquem com Deus.

    Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível.” [1 Co 9.24,25]

    0 comentários:

    Postar um comentário