• "O verdadeiro evangelho exalta a Deus... Se camuflado a excelência perderá!"

    TU ME AMAS?



    Tu me amas? Quanto te converteres, apascenta as minhas ovelhas.

    “Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou” 2 Tm 2:4

    É muito estranho o tempo que vivemos.

    Por um lado há uma onda gigantesca de pessoas que nunca leram a Bíblia pelo menos uma vez na vida, que acabaram de se converter e acharam isso tremendo e que são colocados por cabeça, em situação de liderança. A eles é dito que são líderes, que são pastores, que devem se gastar pelas vidas. Mas eles são filhotes, precisando ser pastoreados, precisando que alguém se gaste por eles.

    Por outro lado, vemos homens e mulheres abrindo mão de seu ministério para servirem aos senhores e reis do mundo. Quando eu digo abandonando isso não corresponde à verdade literal, pois se assim fosse seria mais saudável. São pastores (e estou me referindo a pastores, líderes de igrejas), que entram na política e querem continuar pastoreando o rebanho de Deus. Pode?

    Não há ninguém que diga para eles: este não é o seu chamado. Deus te chamou para apascentar Suas ovelhas, cuidar, orientar, aconselhar, visitar, orar por elas. Deus te chamou para preparar a Sua noiva. Isso não é mais importante do que ser senador, deputado, governador?

    A desculpa para isso tudo é que a Igreja precisa de representantes dentro do governo para ser uma Igreja forte.

    E o que vemos? Igrejas econômica e politicamente fortes, mas sem a Ação Poderosa de Deus. Com isso o mundo vai entrando na Igreja, e não o contrário, pois infelizmente não vemos a ação destes cristãos em nosso cenário político.

    As igrejas estão colocando sua confiança em homens e não em Deus.

    Será que Deus não é suficiente para guardar a Sua Noiva?

    Quantos pastores estão abrindo mão do seu chamado para servirem ao estado. Quantos estão jogando fora aquilo que Deus lhes deu. A minha grande pergunta é: será que eles foram realmente chamados?

    A Igreja precisa estar atenta. Se o seu pastor quer passar para o outro lado, peça para ele colocar outro pastor sobre sua vida. Não aceite ser pastoreado por um deputado, um senador ou coisa que o valha.

    Creio também que alguém, talvez comece por você, fique indignado, proíba, exorte, o uso do título PASTOR em cédulas eleitorais, porque na maioria das vezes o dito pastor vai nos envergonhar no exercício do mandato.

    Não seja conivente com os erros. Não participe de uma igreja sem pastoreio direto e eficaz.

    Segundo o dicionário, o pastor é o indivíduo que leva os animais ao pasto e os vigia, é o guia espiritual, o que guarda os animais.

    Se o seu pastor quer ser político ele com certeza estará enganando alguém. Ou ganhando do estado para não fazer coisa alguma, porque ficará cuidando do seu chamado dentro da igreja, ou largará as ovelhas a sua própria conta e risco, para servir ao mundo.

    Pense nisso, ore, peça direção de Deus e, se preciso busque pasto e pastor em outro lugar.

    Deus abençoe a sua vida.

    Sandra Botelho. 

    0 comentários:

    Postar um comentário