• "O verdadeiro evangelho exalta a Deus... Se camuflado a excelência perderá!"

    TU ME AMAS? (PARTE IV) - por Débora Raquel




    • O amor não pode ser expresso só em palavras 


    Imagine um casal de namorados. Um faz tudo pelo outro, expressando seu amor com todas as ações possíveis. O outro, expressa seu amor com as mais belas palavras, mas quando se trata de ações, nada. 

    Um dos termômetros do nosso amor pelo Senhor é exatamente aí: em como e quanto nós trabalhamos para Ele e com Ele. Uma vida de adoração e amor dedicada ao Senhor não pode ser expressa só de palavras. Tiago 2.26 já afirma: “Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta.” 

    A motivação do trabalhar para Deus deve centrar-se no nosso amor por Ele. Qualquer outra motivação não adiantará por muito tempo. Se você trabalha para o Senhor visando fama, um dia isso não o satisfará mais; se você prega visando oportunidades de conhecer novos lugares, um dia, eles serão os mesmos para você; agora, se você faz tudo tendo a motivação de conhecer a Jesus e fazê-lo ser conhecido, nada será igual. 

    Quem ama o Senhor Jesus trabalha pra ele, pois as palavras que saem do coração devem andar em côro com as ações no cotidiano. 

    Agora, eis um ponto a se pensar: se o nosso amor pelo Senhor também é expresso através das ações, temos que tomar cuidado de não cairmos na tentação do “fazer pelo fazer”. A palavra nos conta a história de Marta e Maria, duas irmãs que receberam Jesus e seus discípulos em sua casa. Marta, ao ver a chegada de todos, logo se apressou nos afazeres de casa, murmurando de Maria que, ao contrário, preferiu contemplar o Senhor, não se preocupando com tudo o mais (Lc 10. 38 – 42). A palavra revela que Maria escolheu a boa parte, que era estar contemplando ao Senhor. 

    Portanto, é importante entender que mais do que trabalhar para Jesus, é trabalhar com Jesus, apreciando sua presença em todas as nossas ações. 

    E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens...Cl 3:23 

    Para finalizar, te convido a fazer esta auto-avaliação, perguntando a si mesmo: Como está o meu amor por Deus? Porque o amo? Estou disposto a tudo por esse amor? Lembremos das palavras de João: 

    Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade. 1 João 3:18 

    Se, depois destas perguntas, você, assim como eu, perceber que há muito o que se melhorar, anime-se! Seu amor pelo Senhor pode crescer, basta você tomar uma atitude de sinceridade perante Deus. E não cruze seus braços...trabalhe para Ele e com Ele, pois somos transformados de glória em glória (2 Co 3.18).



    Que o Senhor Jesus seja exaltado!


    1 comentários:

    1. Ana Carolina Gomes21 de outubro de 2014 22:51

      Muito esclarecedor e abençoador esse artigo.
      Só um porém, quem escolheu a boa parte foi Maria e não Marta. A Paz do SENHOR.

      ResponderExcluir