• "O verdadeiro evangelho exalta a Deus... Se camuflado a excelência perderá!"

    E VOCÊ, TEM MOTIVOS PARA AGRADECER? (1)



    Graça e paz, hermanitos!

    Só para sair da rotina, desta vez não vou começar o post com uma piadinha. Até porque o post de hoje vai ser um pouco diferente... Digamos que até bastante especial!

    Sabe aqueles dias que você simplesmente pensa: “deu tudo errado! Porque isso só acontece comigo? A vida é tão ingrata!” e coisas do tipo?

    Nessas horas, necessitamos ver as coisas por um ângulo um pouco diferente. Desta forma vi um testemunho muito edificante de uma amiga minha no facebook, que me motivou bastante. Apenas reflita um pouco nestas palavras. Depois de algumas adaptações, aí vai o texto! ;)

    Com vocês, Fernanda Guerra!

    Minha mãe não podia ter filhos. Entretanto, Deus operou um milagre.. Minha mãe pôde dar à luz. Todos se alegraram muito com a notícia da chegada do bebê na família, mas, logo após, vieram más notícias. Os médicos descobriram que eu iria nascer com Síndrome de Down. Foi uma grande luta, mas Deus usou meu antigo pastor Mazinho como um instrumento DEle. Desta forma, nasci uma linda garota... Bem gordinha e cheia de saúde!
    Oh Glórias! Entretanto, minha história não parou por aí. Com sete anos, vi o inimigo através de um sonho dizendo que com oito anos ele iria dominar minha vida. Fiquei muito abalada. Após um ano, completei meus 8 anos no dia 12 de maio. Mas até ali nada tinha acontecido. No dia 29 de maio, em um sábado, acordei dizendo que gostaria de aceitar Jesus, porque senti que aquele era “O Dia”. Logo mais, à noite, aceitei Jesus como meu Único e suficiente Salvador num culto de jovens, chorando e glorificando o nome DEle. Quando tinha 15 anos, eu pedia muito a Deus e dizia que queria muito um namorado, uma “cara metade”. E eu realmente arranjei esse namorado. Só que tinha um problema, ele não era Evangélico. Sofri muito, porque não podia mais cantar na Igreja - como sempre fazia, pois vejo que foi para este ministério que Deus me chamou. Sinto muito prazer quando louvo ao Senhor. E esse rapaz constantemente me oprimia, pois ele mesmo não vivia em paz. Eu não era feliz.Um detalhe: justamente quando eu tinha oito anos, mas não de idade, mas sim oito anos que tinha aceitado a Cristo, esse namorado apareceu. Um dia, ele desrespeitou minha mãe e eu não admiti mais isso. Terminei o namoro. Depois disso, eu me senti leve e mais forte. Automaticamente senti o Espírito Santo voltando pra minha vida. Glória a Deus! (...)”
    .....................................................................................................................................

    Fernanda Guerra tem 16 anos, serve no ministério de louvor em sua Igreja e sonha em ser uma futura médica.

    Quer conferir a continuação? Não percam o próximo post! Quem gostou comenta aê!

    Um dia cheio de gratidão pra todos!


    Marcos Falcão


    0 comentários:

    Postar um comentário