• "O verdadeiro evangelho exalta a Deus... Se camuflado a excelência perderá!"

    O SALVA VIDAS (III) - por Marcos Falcão


    Eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. João 10:10

    Pois é, maninhos... Como em todas as segundas, estamos aqui mais uma vez! 

    Uma ótima semana pra todos vocês que visitam esse blog, espero que Deus continue falando com vocês! 

    Pra quem perdeu o fio da meada ou nem mesmo pegou o fio (rsrs), aqui vai o link das duas primeiras partes dessa série, na ordem: O Primeiro e o Segundo! 

    Queridos e queridas vamos ao post de hoje! 

    (...) Logo após o fracasso na tentativa de resgate do Capitão, a situação torna-se mais difícil do que o esperado. Jake mal imaginava que ele seria a próximo a correr sério risco de vida. Inesperadamente, a pesada porta de concreto que separava Jake do resto das instalações do barco fecha de forma inesperada. Não havia nenhuma forma de abrir a porta por dentro, não havia outro salva-vidas para auxiliá-lo, muito menos qualquer contato com a superfície. 

    No andar de baixo do navio, sua única esperança era seu microfone diretamente conectado com helicóptero de resgate que o enviou. Ele estava logo acima, enviando e recebendo informações sobre a situação do resgate. Sua única escapatória era que eles pudessem fazer algo. 

    Em pouco tempo, a situação do mergulhador tornava-se mais difícil e ganha ares dramáticos. Com a porta fechada, logo o nível da água começa a subir dentro da sala. Sua vida passa a depender de um milagre. Ele envia mensagens desesperadas para o helicóptero, gritando com todas as suas forças. 

    A equipe de resgate analisa o caso e enxerga que só existe uma decisão a ser tomada. Só existe uma pessoa com experiência e capacidade suficientes para efetuar o resgate de Jake, para evitar com que se perdesse a vida de mais um naquele acidente. O antigo subtenente Randall já efetuara diversos resgates desse tipo de situação, em outras até piores. Ele era o único capaz de evitar a morte de mais um mergulhador de resgate. Então, imediatamente ele é contactado. 

    Entretanto, o coronel tinha vários motivos para não se arriscar a mais este resgate após sua aposentadoria. Como um mergulhador aposentado, não havia nenhuma obrigação de atender ao pedido, pois ele já havia demonstrado sua bravura em uma série de resgates e conquistado o respeito de todo o país. Além disso, numa situação tão difícil, não havia nenhuma garantia de que conseguiria abrir a porta de concreto e efetuar o resgate com sucesso. 

    Mesmo com todos os motivos contrários, ele decide atender à chamada. Logo, se dirige à central de monitoramento e é enviado ao local do acidente. Rapidamente, com a performance de um homem que dedicou sua vida a salvar pessoas, chega ao local em que o jovem mergulhador se encontra. Ao perceber sua presença, Jake grita desesperadamente por ajuda, com o nível de água preste a submergi-lo por completo. 

    Milagrosamente, o experiente mergulhador consegue abrir a porta e retirá-lo do local a salvo. Ambos conseguem nadar até a superfície do barco são e salvos. Logo são capturados por uma corda do helicóptero para sem transportados à cabine. Parece que tudo vai acabar bem. Entretanto, mais uma vez o destino prega uma peça na equipe de resgate e uma decisão crítica deverá ser tomada. 

    Com o peso dos dois mergulhadores, a corda não aguenta e passa a se romper rapidamente. Se continuasse assim, nenhum dos dois poderia ser salvo. Na altura em que eles já se encontravam, com o impacto da queda, dificilmente alguém que caísse poderia continuar vivo. Duas vidas estavam em jogo. 

    A GRANDE ESCOLHA DEVERIA SER FEITA. 

    Parece com alguma história que vocês já conhecem? Não percam o próximo post! 

    ............................................................................................................ 

    Para quem está mega ansioso, adianto que só faltam dois posts para o fim da série! Para quem realmente está curtindo, comenta aí embaixo e divulgue pro seus amigos! 

    Abraço! 


    Marcos Falção


    0 comentários:

    Postar um comentário